21.8.08

1408


Seguindo com os últimos contos de "Tudo é eventual", 1408 conta a história do escritor de livros de terror Mike Enslin. Para escrever seu próximo livro, Mike deseja se hospedar em um suposto quarto mal assombrado do Hotel Dolphin, o 1408. Mike não acredita em nenhuma história paranormal e em nada do que escreve. Após muita insistência de Olin, dono do Dolphin, de que o quarto era maligno, Mike continua determinado a se hospedar no 1408. Após alguns minutos no 1408, Mike percebe que o quarto não é assombrado por fantasmas...mas que o quarto é assombrado por natureza. O próprio quarto tem uma força maligna que levou os seus diversos hóspedes anteriores ao suícidio ou à morte. Após uma tentativa desesperada de fugir, Mike coloca fogo na própria roupa e a presença maligna do quarto parece ceder ao fogo e a porta finalmente se abre. Mike se torna o primeiro sobrevivente do quarto 1408. Apesar disso seus anos seguintes foram repletos de problemas de saúde.
1408 é um dos dois contos de "Tudo é eventual" que viraram um longa metragem (o outro é "Andando na Bala", próximo conto do livro). Diferente das adaptações de livros, aonde há muitos cortes, uma adaptação de conto é o contrário disso, há muito mais adições do que cortes, para ser possível completar um tempo decente para um longa metragem. A seguir analisarei algumas das diferenças entre o filme e o conto.
- A cena inicial do filme, Mike conversando com Olin, é praticamente a mesma no conto.
- No filme, a história se desenvolve em torno de uma filha morta de Enslin. Ela não existe no conto, nem mesmo a esposa dele existe.
- No filme há uma cena em que ele se encontra em alto mar. Essa cena também não existe.
- A cena da repetição, aonde ele acha ter escapado do quarto mas volta para ele também não existe no conto.
- Uma cena ótima que não existe no conto é quando Enslin tenta escapar pela janela e percebe que não existem quartos vizinhos.
Diversas outras cenas também foram adicionadas no filme.
Na minha opinião o filme e o conto são muito bons, mas o filme tem umas idéias novas em relação ao conto e parece bem mais completo. Provavelmente essas idéias novas foram dadas pelo próprio Stephen King. Talvez minha opinião seja essa por que vi o filme antes de ler o conto.
Uma curiosidade do conto são as diversas referências ao número 13, lembrando o 19 da Torre Negra.

Um comentário:

Bia Emidio disse...

primeiro eu vi o filme , logo depois li o livro!
sem duvida os dois são otimos!
Mais por vezes se comparados parecem ser até diferente, ou totalmente diferente! mais acho qe o final do livro ficou meio incompleto!
o filme ficou mais explicadinhoo ;D
mais ainda sem duvida prefiro os doois KKK

beeijos

PS: SEU BLOOG E OTIMO SOU MUITO FÃO DO STEFEN KING..

continue assim