19.2.11

Títulos traduzidos

O cinema parece ter toda uma arte ao traduzir nomes de filmes do inglês para o português. Já são conhecidos por muitos brasileiros alguns nomes de filmes que destoam completamente do nome original, alguns beirando o ridículo. Essa arte consiste de três técnicas: generalizar o contexto do filme, adicionar subtítulos ou colocar algo estranho e/ou bizarro como nome. Com livros não é diferente.



Os livros de Stephen King no Brasil ficam, muitas vezes, com um nome bem sem graça se comparado ao nome original. A Hora do Vampiro, por exemplo, foi traduzido de 'Salem's Lot, que é o nome da cidade aonde se passa a história. Podemos entender que o nome tem raízes no inglês e, por isso, a editora resolveu mudar o nome. Mas, parece que isso mudou recentemente com Duma Key, que também é o nome de um lugar e possui o mesmo nome do livro original.
Quando se trata de generalizar algo, podemos citar O Cemitério, que foi traduzido de Pet Sematary, um nome ousado com uma palavra escrita (propositalmente) errada. No Brasil, parece que consideraram estranho chamar o livro de 'Simitério de Animais', então resolveram generalizar muito o nome do livro. O filme, para melhorar a situação, se chama Cemitério Maldito. Outro caso é Jogo Perigoso, cujo título original é Gerald's Game (O Jogo de Gerald), mas acho que uma tradução literal desse título também soaria bem estranha aqui no Brasil. À espera de um milagre é mais uma tradução de título que fica muito genérica. O original, Green Mile, seria A Milha Verde, que seria estranho no Brasil, já que milha não é uma medida muito usada aqui, tanto que no livro a expressão é traduzida como Corredor da Morte. Já A Dança da Morte é bem interessante: não tem nada a ver com o título original mas pega muito bem o espírito do livro e, na minha opinião, ficou melhor do que se tivessem traduzido literalmente The Stand para A Resistência.
Na arte dos subtítulos podemos citar Carrie, que no Brasil se chama Carrie, A Estranha. Enquanto Christine continua sendo apenas Christine, sem nenhum subtítulo como O Carro Assassino, como é o caso do filme.
Apesar desses títulos, a maioria das traduções de títulos permanece bem fiel ao título original, sendo simplesmente uma tradução e não uma "adaptação": O Iluminado, O Apanhador de Sonhos, Desespero, A Torre Negra (todos os 7), etc.
E você, qual você acha a tradução de título mais bizarra, mais errada, mais legal, etc?

3 comentários:

Little Pea disse...

Se Green Mile fosse traduzido literalmente eu ia pensar em milho verde direto.. e ia ficar com fome :X

Marco disse...

o título adaptado que melhor ficou na minha opiniao é "Os Estranhos" (The Tommyknockers) até por nao ter uma tradução a palavra tommyknockers

Fabiana disse...

Concordo que as traduções de títulos e ás vezes, as próprias traduções dos livros no Brasil são pouco abonatórias, viv 15 anos em Portugal e por lá as traduçoes são bem melhores e completas.